E no fim, somos só eu e você…

E no fim, somos só eu e você...

Como deixaria de fazer um post sobre você? Você que é a mulher da minha vida, aquela com quem vou me casar, palavras não são o suficiente para expressar o quanto eu amo você e o quanto eu sou grato por ter entrado na minha vida e dado uma faxina geral no meu coração. Sem você do meu lado eu fico perdido, desnorteado, sem rumo e só me afundo em um poço fundo, tão fundo, que lá do fundo não dá pra ver nem a luz da saída. Você que atura minha teimosia, minhas manias de velho, meus defeitos, que me aguenta até mesmo quando nem eu me aguento. Só posso agradecer à você e à Deus, por terem me guiado esse tempo todo no caminho da verdade e da paz. Meu amor por você é tão grande que, como diria Vinícius de Moraes, ‘quero vivê-lo em cada vão momento, e em seu louvor hei de espalhar meu canto e rir meu riso e derramar meu pranto, ao seu pesar ou seu contentamento. E assim, quando mais tarde me procure, quem sabe a morte, angústia de quem vive, quem sabe a solidão, fim de quem ama, eu possa me dizer do amor (que tive): Que não seja imortal, posto que é chama, mas que seja infinito enquanto dure.’

Obrigado Naianne, e muito!

Anúncios

Deixe um comentário

6 de setembro de 2013 · 4:19 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s